Dicas de programas de culinária para quem adora gastronomia

Os programas de culinária fazem parte da nossa vida desde sempre, afinal, quem nunca assistiu a Ana Maria Braga ensinando uma receita na televisão quando era criança? 

Com o passar do tempo, assim como os outros programas, eles também foram evoluindo e o formato passou por várias transformações: viraram competições entre cozinheiros amadores e profissionais, mostram o passo a passo de receitas exóticas e também exibem pratos de tirar o fôlego de quem está em casa.

Além de levar inspiração para dentro da sua casa e te ajudar a preparar pratos incríveis e surpreender a todos, os programas de culinária são um prato cheio de entretenimento e diversão para toda a família.

Pensando nisso, separamos uma lista de programas de culinária para você assistir sozinho e família e se divertir, confira:

  • Masterchef

O programa Masterchef é sem dúvida nenhuma o mais conhecido de todos. Já são mais de 70 edições, produzidas em mais de 50 países do mundo todo. Só no Brasil, já são mais de 7 temporadas, sendo elas de cozinheiros profissionais, amadores e uma das crianças.

Na TV aberta, o programa é exibido na Band e na TV por assinatura, os episódios são exibidos no Discovery Home and Health. Levando em consideração a situação de pandemia, não estão sendo gravados episódios novos, mas estão sendo reprisados as temporadas antigas. 

No Masterchef, os jurados julgam os pratos do participantes que têm tempo para executá-los e mais um monte de regras que eles devem seguir.

  • Cake Boss

O programa Cake Boss tem formato de reality show e mostra o cotidiano do confeiteiro Buddy Valastro e de sua família, que trabalham na padaria Carlo’s Bakery, um famoso estabelecimento situado em Hoboken – Nova Jersey.

Fugindo um pouco do tema das competições e das receitas de sempre, o foco desse programa é mostrar a confecção de bolos esculturais e super divertidos.

Cada episódio de Cake Boss apresenta um bolo inédito que chega a ser surreal. Todos eles são temáticos e as ideias partem dos clientes que procuram as Carlo’s Bakery.

Cake Boss também é exibido no Discovery Home and Health.

  • Cozinha Prática

No programa Cozinha Prática, Rita Lobo ensina ao público receitas fáceis, com alimentos que são acessíveis a todos e altamente funcionais. Os pratos são explicados nos mínimos detalhes para tornar até aqueles que nunca cozinharam, em um grande chef de cozinha.

Os episódios do programa são altamente dinâmicos e, além de Rita apresentar sugestões de cardápio, ela também dá dicas de como limpar e armazenar os alimentos, sugestões de métodos de cozimentos e como combinar os sabores.

Cada semana do programa apresenta um tipo de alimento escolhido diferente, pode ser por família, tais como os tubérculos e até mesmo por cor, como os alimentos de cor verde.

Cozinha Prática é exibido no GNT.

  • Bela Cozinha

Apresentado por Bela Gil, conhecida por fazer pratos de comida saudáveis e naturais, o programa Bela Cozinha ensina os telespectadores que é possível fazer receitas deliciosas com ingredientes frescos.

Ela apresenta os pratos naturais e veganos de uma forma descontraída e buscando sempre valorizar o que eles tem de melhor. 

Ela recebe no programa convidados pra lá de especiais e apresenta suas receitas para eles, fazendo com que eles mudem as suas concepções sobre comida saudável e orgânica.

As receitas de Bela Gil vão desde as entradas, petiscos, pratos principais, pães, massas e até sobremesas. 

O programa é exibido pelo GNT.

Se você ficou interessado em assistir algum desses programas, é necessário que tenha TV por assinatura na sua casa.

Por isso, conheça e contrate um dos planos de TV da Claro, eles são os mais completos do mercado e oferecem muito mais entretenimento para a sua residência.

Seja um cliente da TV Net e transforme-se em um grande chef de cozinha. 

O que é Link Building e as melhores estratégias

Você conhece o Link Building e sabe como ele pode ser utilizado para promover o seu site na internet de modo mais eficaz e duradouro?

O Link Building faz parte das estratégias de SEO (Search Engine Optimization, as técnicas de otimização para mecanismos de busca) e pode ser de grande importância para que uma página seja melhor avaliada pelos buscadores.

No marketing digital, é indispensável que um site possua uma série de lincagens, que sirvam como subsídio para que o Google consiga mensurar a autoridade da página dentro do seu nicho de atuação.

Isso quer dizer que o endereço web de confecção para panfleto pizzaria precisa utilizar o Link Building para ser bem ranqueado nos buscadores e poder ser visto mais facilmente pelo público-alvo do seu tipo de negócio. 

O uso de links feitos por um site é uma etapa importante no processo de ranqueamento. 

Afinal, os robôs do Google identificam a presença dessas lincagens e analisam a sua qualidade, para que possam dar prioridade para uma determinada página dentro dos resultados de pesquisa.

Ou seja, aquelas que fazem um Link Building com outros sites relevantes, podem ter efeitos bem mais positivos do que as páginas que não investem nessa ferramenta, ou das que a utilizam sem nenhuma estratégia.

Para ter melhores resultados no SEO, além de investir em uma página responsiva, no tempo de carregamento do conteúdo e na qualidade dos materiais, é indispensável utilizar o Link Building da maneira certa. 

Quer saber mais sobre essa ferramenta e como aplicá-la no seu site para conseguir melhores resultados? Então siga na leitura deste artigo e amplie o seu conhecimento sobre o assunto.  

O que é Link Building?

Certamente, ao entrar em uma página da internet para ler sobre gravação em metal, você já reparou que alguns termos estão ligados a um link, e ficam ativos ao posicionar o cursor do mouse em cima deles. 

Esses elementos clicáveis são o Link Building, que tem como objetivo construir uma rede de links para ajudar no direcionamento do tráfego, assim como para fortalecer a autoridade de um site dentro dos buscadores.

A lincagem de um site pode ser feita de dois modos principais: ligação com páginas internas ou externas. 

Em geral, o Link Building está mais voltado para os links externos de um site com outro, de forma que eles também são conhecidos como backlinks. 

Ao estabelecer uma ponte entre dois endereços da web distintos, é possível que eles adquiram características que são bem avaliadas pelos buscadores, aumentando a sua autoridade. 

Por isso, a página de uma fabricante de chapa de alumínio xadrez deve utilizar lincagens que levem os seus seguidores para outros conteúdos na internet, que agreguem maior valor para a sua leitura, complementando o assunto. 

Durante muito tempo, a principal medida do Google era a quantidade de links entre uma página e outra, que não levava em conta se a lincagem era relevante para os possíveis leitores. 

Mas esses parâmetros mudaram, de modo que o Link Building, para ser eficiente, precisa que os links presentes dentro de um conteúdo:

  • Sejam de sites confiáveis;
  • Possuam boa referências;
  • Sejam populares;
  • Estejam bem posicionados;
  • Entre outros.

Isso porque o algoritmo analisa o texto-âncora (o termo que é utilizado para introduzir um link, que se torna clicável), o conteúdo que está próximo do link e onde ele foi inserido na página, impactando diretamente na indexação de um site no Google. 

Apesar de o Link Building estar mais relacionado a links externos, ele também inclui os internos, que direcionam os leitores do seu site para outras páginas dentro da sua plataforma. 

Sendo assim, a qualidade dos links, internos ou externos, são fundamentais para que a sua página seja bem ranqueada. 

Afinal, esses parâmetros influenciam diretamente na experiência que o visitante terá na sua página, ao ler o seu conteúdo.

Por isso, para fazer um bom Link Building dentro de um site de encadernação artesanal, é preciso selecionar os links que serão inseridos, fazendo com que eles tragam os efeitos desejados em termos de tráfego e do crescimento da autoridade da página. 

As principais estratégias de Link Building

O Link Building pode ser utilizado de diversas maneiras dentro do seu site, de acordo com as principais estratégias presentes nesta ferramenta de marketing digital. 

1 – Link Building e Guest Post

Se você trabalha em uma clínica de emagrecimento e quer promovê-la por meio do Link Building, uma boa estratégia é utilizá-lo para fazer Guest Post.

Essa ação é feita em parceria com outras empresas de segmentos próximos ao seu, já que ela consiste em postar um conteúdo elaborado por você dentro da página do seu parceiro. 

Para que essa estratégia seja eficiente, é importante que você escolha bem o site com o qual quer fazer o Guest Post, para que a informação prestada possa ser de relevância para o público-alvo da outra plataforma. 

É importante que esse tipo de Link Building não tenha um objetivo meramente comercial, afinal, ele pode ser responsável por uma longa parceria entre empresas, o que traz benefícios para todos os envolvidos. 

Na produção de um artigo para Guest Post, você deve escrever sobre um tema de interesse para o público da página, e poderá inserir alguns links que levem para o seu site, ajudando a melhorar o tráfego da sua página. 

A qualidade desse tipo de material é fundamental para uma boa avaliação dos buscadores e, consequentemente, para um ranqueamento mais interessante na página. 

O Guest Post também não precisa ser unilateral, ou seja, se você tem uma loja de materiais para casa e construção e firmou uma parceria com uma fabricante de betoneira 250 litros, é possível estabelecer que cada blog receba um artigo especial do seu parceiro. 

Outra ideia é fazer esse tipo de ação periodicamente, para que as vantagens do Link Building sejam mais duradouras. 

2 – Link Building e Co-Marketing

O Link Building traz mais uma alternativa para a parceria entre duas empresas de segmentos próximos: o Co-Marketing. 

Essa estratégia tem como foco a produção de materiais em conjunto, que pode ser de grande importância para conquistar aumento de tráfego e de autoridade para dois estabelecimentos. 

No geral, eles podem ser feitos com a produção e disponibilização de materiais como e-books e webinars, por exemplo. 

Ao finalizar o conteúdo, ele pode ser publicado no blog das duas empresas, e ser replicado por várias outras páginas que queiram divulgar o material. 

Dessa maneira, há um crescimento orgânico no Co-Marketing, que gera o Link Building por meio dos backlinks, e traz usuários interessados no seu nicho para o site das empresas parceiras. 

3 – Link Building e Infográficos

Os infográficos podem ser utilizados de modo bastante eficiente para o Link Building de uma empresa de moto frete, por exemplo. 

Para que você consiga gerar backlinks, é importante disponibilizar um código “embed” no final do material. 

Depois, você pode enviá-lo por meio de e-mails marketing e newsletters, assim como para quem acompanhar o seu feed. 

Dessa forma, o link será divulgado organicamente, principalmente porque ele leva um conteúdo de qualidade e que gera engajamento do público. 

Se você produziu um infográfico que pode ser interessante para outras empresas parceiras, vale indicar o conteúdo para elas, que poderão disponibilizar o material para os clientes e trazer visitantes para o seu site por meio do link incluído no final do conteúdo. 

Considerações sobre o Link Building

Utilizar o Link Building para potencializar os resultados do SEO da sua página é uma das melhores estratégias do marketing digital. 

Porém, inserir links no seu site e não mantê-los atualizados, pode trazer problemas para o ranqueamento da sua plataforma nos mecanismos de busca. 

Se uma gráfica está produzindo um conteúdo informativo sobre a confecção de panfleto de pizzaria, é importante que todos os links internos e externos sejam verificados, para saber se eles estão ativos na internet. 

Isso porque, quando os robôs do Google analisam o Link Building da sua página, é necessário que não haja nenhum link quebrado no seu conteúdo, correndo o risco de ele ser avaliado negativamente por causa disso. 

Se você encontrar esse tipo de problema, é indispensável realizar a troca da lincagem, ou removê-la, para que a sua página não seja prejudicada. 

Outro ponto interessante do Link Building é fato de ele ajudar uma página que não tinha um número interessante de visualizações a conseguir aumento de tráfego de modo simples e eficaz. 

Caso uma das páginas do seu site tenha melhor desempenho do que as outras, você pode inserir links internos que levem os leitores para esses outros conteúdos, ajudando a melhorar a avaliação feita pelo Google. 

O Link Building é uma estratégia de grande valor para o marketing digital. Por isso, se você quer potencializar o resultado da sua empresa com a ajuda desta ferramenta, insira-a dentro dos seu site o quanto antes.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

As melhores estratégias de Marketing Digital para imobiliárias

O Marketing Digital tem sido uma estratégia fundamental para diversos segmentos, inclusive no ramo das imobiliárias, que encontram meios de difundir os seus serviços e alcançar melhores resultados. 

Se antes as empresas consideravam atuar apenas com o marketing convencional, hoje a internet facilita grande parte dos processos de divulgação de um estabelecimento, permitindo que ele atinja pessoas nos mais diversos locais do país. 

Dessa forma, é importante perceber que o mundo virtual contribui para que uma imobiliária possa prestar os seus serviços de modo muito mais amplo, oferecendo opções para clientes, mesmo que eles estejam distantes. 

Um exemplo disso é quando uma pessoa vai mudar de cidade ou estado. 

Certamente, ela vai recorrer à internet para encontrar uma nova moradia, e as imobiliárias que já possuem um site e investem na presença online, sairão na frente das suas concorrentes. 

Não à toa, uma empresa de licenciamento ambiental cetesb já sabe que ela conseguirá impactar cada vez mais clientes se ela garantir que o seu negócio seja visto no mundo virtual, tanto pelo seu site e redes sociais, quanto em um blog ou em anúncios. 

Essa forma de promoção na internet é um dos meios mais eficazes para que um estabelecimento garanta mais resultados, de maneira simples e interessante. 

Se você tem uma imobiliária e quer conhecer as melhores estratégia de marketing digital para obter maior sucesso na internet, siga na leitura deste artigo e saiba quais são as ferramentas mais eficientes do momento. 

A importância do marketing digital

Quando você navega na internet para pesquisar por um produto como um ar condicionado com placa solar, você é impactado por uma série de anúncios, além de encontrar uma lista de sites dentro dos buscadores, que indicam quais lojas vendem esse item. 

Tudo isso é possível graças ao marketing digital, que ajuda uma empresa a utilizar estratégias que a tornam visível para os seus clientes, permitindo que eles adquiram produtos e serviços de modo confortável. 

Para uma imobiliária, isso também é possível. Como é sabido, o segmento atua com a compra e venda de imóveis, assim como locações. 

Se antes isso não era visto na internet, hoje é cada vez mais comum encontrar anúncios de casas e apartamentos disponíveis.

O marketing digital pode ser de grande importância para as mais diversas ações de uma empresa, tais como:

  • O fortalecimento da sua marca;
  • A divulgação dos seus serviços;
  • A visibilidade do negócio;
  • O alcance dos clientes;
  • Entre outras.

Por isso, mais do que uma maneira de fazer anúncios, o marketing digital é uma possibilidade bastante interessante para quem quer tornar a sua marca fortalecida no mercado, aumentar a visibilidade do seu negócio e alcançar compradores. 

Um estabelecimento especializado em elevador plataforma, por exemplo, deve investir nas ferramentas que auxiliam os potenciais clientes a encontrarem o seu negócio na internet, para que eles possam contratar os seus serviços mais facilmente. 

Sendo assim, se você ainda não utiliza o marketing digital para promover a sua imobiliária, é fundamental conhecer as principais estratégias do segmento para alcançar os objetivos em termos de venda e locação de imóveis. 

As principais estratégias do marketing digital para imobiliárias

Depois de entender um pouco mais sobre a importância do marketing digital e como ele pode ser utilizado para diversas ações de uma empresa, é indispensável saber como trabalhá-lo adequadamente de acordo com o planejamento da sua imobiliária. 

Há uma série de elementos que devem ser aplicados no seu negócio, que são essenciais para que o retorno do investimento em marketing seja rápido e eficaz. 

Dessa forma, é possível crescer e conquistar um espaço de destaque no mercado. 

1 – Investir na experiência do usuário dentro do seu site

Ter um site para a sua imobiliária é mais do que obrigatório. Afinal, esse é o meio mais simples e prático de garantir que os seus potenciais clientes encontrem o seu estabelecimento. 

Mas isso não é tudo. É preciso que a experiência do usuário (também conhecida como User Experience, ou UX) seja priorizada, de maneira que ele consiga navegar e utilizar a sua plataforma sem nenhum dificuldade. 

Esse elemento é de suma importância para quem quer garantir melhores resultados para o seu negócio. 

Isso porque a página da sua imobiliária é o caminho que os seus clientes percorrerão para conhecer o seu portfólio e encontrar aquilo que estão buscando. 

Para isso, é necessário investir em bons títulos, em fotos de qualidade e na descrição detalhada do imóvel, além de optar por um bom layout e por cores que representem a sua marca. 

Você também pode destacar os seus canais de atendimento, facilitando o contato. 

Da mesma maneira, um estabelecimento especializado em piso para cozinha industrial deve ter um site que prioriza a UX, sendo um elemento que destaca a sua página das concorrentes. 

2 – Garanta uma página responsiva

Ter um site bem elaborado é o primeiro passo para o sucesso no marketing digital. 

Mas você também deve levar em consideração que grande parte das pessoas hoje acessa a internet por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. 

Por isso, garanta que o seu site possua o formato responsivo, que se adapta a qualquer tamanho de tela, tornando conteúdo do seu site ajustável para que o cliente visualize-o por completo, independentemente do terminal que ele esteja utilizando. 

Isso é importante para uma imobiliária, do mesmo modo que é essencial para um serviço de reforma predial, que receberá uma quantidade de visitantes maior, ao levar tal característica em consideração. 

3 – Marque presença nas redes sociais

As redes sociais são importantes ferramentas do marketing digital, e podem trazer benefícios de grande relevância para uma imobiliária que cria a sua página e se preocupa em mantê-la atualizada.

As redes sociais possuem um grande número de usuários, como o Facebook, que ultrapassa os 2 bilhões, segundo informações da própria plataforma. 

Isso quer dizer que elas precisam ser incluídas dentro do marketing digital da sua imobiliária.

Afinal, levando em conta números tão expressivos como esse, é possível dizer que uma boa parte dos seus potenciais clientes está navegando nas redes sociais, e que, por isso, você deve se empenhar e marcar presença nestas plataformas. 

Além disso, as redes estão empenhadas em oferecer soluções para a divulgação de um estabelecimento, e oferecem ferramentas que podem ser utilizadas para garantir mais visibilidade para a sua imobiliária. 

Sendo assim, uma fábrica de ferro industrial a vapor que queira alcançar mais clientes, deve criar o seu perfil nessas plataformas e apostar em campanhas publicitárias para ganhar mais visibilidade nas mídias sociais, conquistando também novos seguidores. 

4 – Tenha um blog

Você já criou o blog da sua imobiliária? Se ainda não o fez, é importante começar o quanto antes. 

Isso porque um dos elementos mais importantes e eficazes do marketing digital é a produção de bons conteúdos, que possibilitem aos seus clientes encontrarem de forma mais rápida a sua empresa na internet. 

Para entender por que ter um blog é fundamental, é só pensar em como um usuário faz para encontrar por um produto ou serviço na internet: por meio de pesquisas em buscadores, com o uso de palavras-chave. 

Sendo assim, uma empresa especializada em sensores, que elabora um artigo ou vídeo falando sobre a usabilidade dos seus artigos ou ensinando como fazer uma manutenção simples, consegue ser vista mais facilmente pelo seu público.

Afinal, quando o cliente vai buscar por um sensor nox no Google, o buscador prioriza as páginas que podem apresentar conteúdo relevantes para o usuário, ou seja, que vão enriquecer a sua experiência e fazer com que ele consiga obter o que estava procurando. 

Para uma imobiliária, isso não é diferente. 

Por isso, você deve criar um blog e mantê-lo sempre atualizado, com dicas sobre conservação de imóveis, manutenções simples, decoração de ambientes, etc.

5 – Faça anúncios 

O marketing digital possui várias frentes de atuação, de modo que não há desculpas para não alcançar bons resultados na internet. 

Além de ter um site bem elaborado e que seja responsivo, marcar presença nas redes sociais e criar o seu blog, você também deve considerar fazer anúncios para promover os seus imóveis. 

Certamente, ao navegar nas redes sociais ou mesmo fazer uma pesquisa nos principais buscadores, você já foi impactado com o anúncio de um produto como uma fita led azul, realizado por uma empresa desse segmento. 

Para a sua imobiliária, é possível desenvolver anúncios que promovam um determinado apartamento, ou para garantir que a página do estabelecimento ganhe mais visitas, de acordo com o seu planejamento de marketing. 

Essa ferramenta de publicidade pode ser utilizada em várias plataformas da internet, tanto no Google, como nas principais redes sociais.

Ao utilizar as estratégias de marketing mencionadas neste artigo, você conseguirá conquistar melhores resultados para a imobiliária, aumentando o número de vendas e de locações do seu estabelecimento.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Saiba como reformar sua casa gastando pouco

Planejar a reforma de casa pode ser bastante trabalhoso – mesmo quando a mudança é pequena, como um ajuste nas paredes, ou uma mudança no revestimento. 

Além disso, muitas obras podem ser dispendiosas e demorar mais do que o planejado, o que pode ser uma tremenda dor de cabeça para os moradores.

Mas é possível transformar a sua casa, mesmo com um investimento mais limitado. Afinal de contas, nem sempre temos aquele dinheiro disponível para uma reforma cara.

Por isso, se você quer saber como reformar sua casa gastando pouco, está no lugar certo! Acompanhe a leitura deste artigo e receba dicas para uma obra econômica.

1 – Faça um planejamento

O primeiro passo para economizar com a reforma de casa é fazer um planejamento detalhado de todas as etapas da obra. Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas começam a transformar os ambientes sem saber de tudo o que se pretende (ou quer) fazer.

A falta de um planejamento pode resultar em obras faraônicas, mas que nunca terminam e acabam custando muito mais do que se tem à disposição.

Um exemplo, quando se precisa instalar um laudo spda, isto é, um sistema de proteção contra descargas atmosféricas, é preciso colocar no papel todos os componentes indispensáveis para garantir a segurança do imóvel. 

Isso ajuda a reduzir as chances de erros e gastos extras.

Desse modo, ao planejar a reforma da sua residência, procure dividir a organização em etapas, para que você possa controlar os gastos de tempo e dinheiro de cada parte da obra. 

Assim, caso alguma coisa não saia conforme o planejado, é possível readaptar o processo.

Outra vantagem do planejamento é que ele evita problemas de retrabalho. Por exemplo, quando passamos impermeabilizante para telhado depois de ter feito o piso. 

Saber a ordem de cada etapa assegura que o seu revestimento não fique com pingos por todos os lados e você tenha que refazer o piso novamente.

2 – Crie um cronograma da obra

Fora o planejamento das etapas da obra, outra dica para evitar os gastos em excesso é o controle do tempo. Ou seja, é preciso ter um cronograma da obra, para evitar a ocorrência de atrasos e, além disso, cobrar o profissional contratado.

O ideal é colocar prazos que devem ser cumpridos, com datas de início e término. Para isso, marque em um calendário tudo o que deve ser feito e quantos dias cada processo leva. 

Inclua até mesmo os pormenores, como um reparo mínimo na parede, ou a instalação de persianas double vision nos cômodos.

3 – Use o mesmo revestimento em toda casa

Uma forma de gastar menos com reforma é comprar mais quantidade de um mesmo material – tudo de uma vez só. Quer dizer, fica bem mais em conta comprar um galão de tinta de 20 litros, do que quatro galões de 5, em cores diferentes.

No caso da pintura, o recomendável é optar por cores claras e neutras, com menos pigmentação de vermelho na composição (e que, geralmente, têm um valor menor). Assim, é possível usar a tonalidade em todos os cômodos e ainda ter menos desbotamento.

O mesmo pode ser aplicado para outros materiais, como por exemplo:

  • Revestimentos de parede;
  • Impermeabilizantes (banheiros e lavanderias);
  • Pisos e revestimentos para chão;
  • Azulejos e ladrilhos.

Do mesmo modo, dá pra utilizar os mesmos materiais. Se a sua casa tiver mais de um banheiro, por exemplo, você pode usar artigos semelhantes, como a mesma divisória para banheiro.

É preciso ter uma atenção maior com áreas molhadas, como os banheiros, lavabos, lavanderias e cozinhas. Estude bem quais são os locais que realmente precisam de materiais diferenciados.

No caso da cozinha, só a parede atrás da pia precisa ser azulejada. Ou seja, não é necessário comprar azulejo para toda a extensão do cômodo – o que já ajuda na economia com a reforma.

4 – Valorize as imperfeições da sua casa

Sabia que um painel elétrico industrial da casa pode ser um ótimo elemento de decoração? 

Se você ainda não conhecia esse novo conceito do design de interiores, está na hora de buscar novas referências de arquitetura moderna, onde as imperfeições da casa são deixadas à mostra, para dar um toque mais contemporâneo ao espaço.

Dessa maneira, ao invés de achar que é necessário cobrir tudo, colocando vários materiais como “vilões” da sua reforma, você pode transformá-los em novas propostas criativas, adotando uma nova linguagem visual. É a chamada decoração industrial ou urbano chique.

Nestes casos, a economia está justamente na dispensabilidade da compra de tantos materiais, além de ser possível economizar com mão-de-obra para a reforma da sua casa.

5 – Reaproveite os móveis velhos e materiais reciclados

A reforma da casa não inclui somente uma nova pintura, ou mudança de revestimentos e estruturas. 

Também é parte de uma obra trocar a mobília, com peças planejadas ou em série, para mudar um pouco a aparência dos ambientes.

Mas ao invés de gastar com a compra de móveis novos, você pode economizar muito com a restauração de artigos usados e que já faziam parte da mobília da sua casa.

Por exemplo, você pode usar uma solda em aluminio para consertar aquelas prateleiras velhas e, depois disso, ainda recuperá-las com um revestimento esmaltado.

Além disso, tentar construir os próprios móveis pode ser uma forma bem divertida de reformar a casa. Você pode reaproveitar materiais reciclados e, com isso, não somente economizar com a obra, mas também contribuir com o meio ambiente.

Para isso, basta ter um pouco de criatividade. 

As prateleiras com mãos-francesas podem ser usadas para formar estruturas de closets ou guarda-roupas – basta fechá-las com cortinas. 

Ou, ainda, placas de cimento e tijolos podem ser reaproveitadas para estantes da sala e armários de cozinha.

Você também pode usar ferros industriais para fabricar um banquinho para a sua área externa, ou garrafas pet para uma poltrona.

6 – Invista em materiais de qualidade

Economizar com a reforma da casa não significa comprar produtos só porque eles são mais baratos. 

Ao contrário, é recomendável dar preferência para materiais de qualidade, mas que garantem um efeito muito melhor e mais duradouro.

Afinal de contas, não adianta comprar produtos de construção baratos, se você terá que trocá-los em pouco tempo, ou até mesmo fazer uma nova reforma. Por isso, a prioridade é garantir a proteção e o cuidado com o seu imóvel.

Por exemplo, pense nos riscos de comprar uma placa solar para ar condicionado que não esteja operando em conformidade. 

Logo mais, você terá que fazer a troca do componente, isso se ela não acarretar em outros gastos não previstos (devido à falha de funcionamento, você pode ter que gastar com energia elétrica das concessionárias).

7 – Escolha profissionais especializados e de confiança

Uma das coisas que mais interfere nos custos com a reforma de casa, é o valor pago aos profissionais. 

A mesma recomendação sobre a compra de produtos é válida aqui para a mão-de-obra também, afinal, não adianta escolher o mais barato, se ele não irá entregar o trabalho completo.

Para ter segurança na escolha dos profissionais, é recomendável procurar por empresas qualificadas em reformas de casa, ou em trabalhadores recomendados por conhecidos. 

Se possível, peça para ver alguns trabalhos realizados, para se certificar da qualidade do serviço prestado.

Além de escolher de forma criteriosa os profissionais, é importante lembrar que cada atividade tem um prazo para ser executada. Se você tentar ganhar tempo realizando várias etapas ao mesmo tempo, tudo isso pode dar problemas, como imprevistos na obra.

Os prestadores de serviço também devem estar cientes quanto a esses prazos, já que vários profissionais trabalhando juntos podem atrapalhar o serviço um do outro. 

Um exemplo: não tem como contratar um pintor para revestir a parede, enquanto outro trabalhador faz a troca do piso.

Ou seja, você até pode contratar vários profissionais. Mas para não ter surpresas durante a reforma da sua casa, opte por chamá-los no tempo certo de cada etapa.

Conclusão

Fazer a reforma da sua casa não é uma tarefa simples. Aliás, muitas pessoas evitam iniciar as obras para postergar dores de cabeça, não só com a obra, mas também com os custos envolvidos na atividade.

Contudo, é possível fazer uma reforma de qualidade gastando pouco. Para isso, é fundamental ter um planejamento de todas as etapas da obra, optar por materiais e prestadores de serviço de qualidade e, além disso, abusar da criatividade. 

Isso porque, com a reutilização de várias coisas, incluindo móveis antigos e materiais recicláveis, é possível transformar o seu ambiente, ao invés de comprar produtos novos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Educação infantil a distância funciona?

aula online

Educação infantil a distância funciona?

Muitas faculdades ja vem adotando ele método de matérias on-line para reduzir alguns custos operacionais e para que o aluno passa ter uma qualidade de vida melhor, sem ter que se deslocar muitas das vezes do trabalho para a faculdade e da faculdade para casa e muitos gastam varias horas com esses trajetos, tornando assim a vida muito cansativa. Mas qual o limite de idade para isso? Esse método realmente funciona?

Uma das maiores dificuldades é a facilidade em se distrair.

As crianças normalmente perdem o interesse pelas coisas muito rápido e precisam sempre estar explorando coisas novas, com o passar do tempo elas começam a evoluir a capacidade de concentração, conforme a idade. Portanto, quanto mais nova for a criança, mais difícil será para que a mesma se mantenha concentrada por horas de estudos, e justamente por isso, esse método tem funcionado melhor nas faculdades e não muito bem nas escolas de ensino infantil.

Como minimizar essas distrações das crianças

Muitos pais tem monitorado as aulas e isso pode se tornar uma tarefa muito passiva, ter que assistir toda a aula do seu filho junto com ele, porém existem ainda outras formas de reduzir essas distrações e uma delas é retirar qualquer dispositivo eletrônico que essa criança possa ter acesso de perto dela. Crianças cada dia mais cedo tem acesso a celulares, tablets e outros eletrônicos que acabam sendo vilões nesses casos.

Outra forma de maximizar o aprendizado das crianças com as aulas on-line

Pedir um resumo aos filhos do que se irá aprender nas aulas também pode funcionar muito bem, pois essa criança se vê na obrigação de contar aos pais tudo o que se passou naquela aula logo após o termino dela e assim elas acabam tendo que se concentrar mais para que possam dar esse Feedback aos pais e com isso elas acabam se tornando mais responsáveis por terem essa obrigação

Por fim a velocidade da internet também conta muito para uma boa aula

Normalmente as aulas on-line são transmitidas por video, as vezes travam e perdem o áudio, com isso o aluno não consegue seguir a linha de raciocínio dos professores e muitas das vezes terá que pedir para o professor repetir o que falou, ou vai acabar ignorando o conteúdo perdido pela qualidade inferior de sua internet e temos aqui algumas das melhores internets presentes no mercado para que as crianças consigam ter suas aulas de forma mais fluida e sem interrupções, como a Vivo Fibra, ou a Tim live, são excelentes internets a cabo.

Entenda a Diferença Entre Bebedouro, Filtro e Purificador

Como sabemos, beber água diariamente é ótimo para a nossa saúde, pois ajuda a emagrecer, combate acnes, estrias e celulites, regula a temperatura do corpo, facilita a digestão, melhora a circulação sanguínea e proporciona mais uma série de benefícios!

Portanto, ter esse hábito é essencial para uma vida melhor. 

Além disso, devemos tomar certos cuidados com a água que bebemos, pois ela deve ser pura e livre de qualquer tipo de microorganismos e impurezas que possam afetar a nossa saúde. 

Sendo assim, no artigo de hoje vamos explicar sobre os principais recipientes de água que existem no mercado e quais são as características de cada um.

Dessa forma, você não terá dúvidas na hora de efetuar a compra. Agora continue acompanhando a leitura deste artigo para saber mais!

Bebedouro

Este primeiro recipiente necessita de um galão de água mineral para funcionar – há modelos de mesa (mais compactos e que costumam ser utilizados em casas) e o de coluna (maiores e geralmente usados em consultórios e empresas pequenas/médias).

Além disso, o bebedouro pode ser ligado à rede elétrica para oferecer tanto água natural quanto gelada. Basta escolher uma das torneiras.

Agora em caso de grandes empresas ou lugares que possuem um número elevado de pessoas, esse modelo não é o mais indicado, por causa da quantidade de água (já que é mais limitada). 

Isso porque se acabar a água que tem galão, será preciso comprar outro e trocá-lo para ter água novamente.

Filtro

O filtro pode ser dividido em duas categorias: filtro de barro e filtro de entrada e saída. 

O primeiro é acompanhado de uma vela de cerâmica – elemento filtrante destinado a reter partículas sólidas e possui uma segunda camada de carvão ativado que garante retirar o cloro da água.  

Este tipo não utiliza energia elétrica e o preço geralmente é mais acessível.

Já o segundo modelo costuma ser conectado diretamente na saída de água dentro de casas, tais como, torneiras e chuveiros, ou também na entrada da caixa d’água.

Ele retira gosto, odor, cloro e a coloração estranha da água, porém não possui ação bacteriológica. 

Assim como citado em relação aos bebedouros, os filtros também não são indicados para grandes empresas e ambientes que possuem muitas pessoas.

Purificador

Por fim, o purificador de água. Esse tipo é o mais completo em suas funções e com diferentes capacidades de filtragem. Esse sim é indicado para empresas maiores.

Os purificadores reduzem a concentração de sais minerais e cloretos da água, elimina gosto, odores e coloração, além disso, elimina impurezas e partículas sólidas. 

Sem contar que neste modelo não há a necessidade de comprar galões de água como ocorre com os bebedouros – o que o torna muito mais prático.

Agora conte para a gente, com base nessas informações, qual modelo você está pensando em comprar?

Claro fixo 2 via do cartão

Pagar a segunda via da sua fatura Claro com o cartão de crédito é possível e muito simples, muitos clientes optam por essa forma de pagamento da fatura, o valor é adicionado na conta como normalmente acontece quando se efetua compras no cartão de crédito.

A operadora Claro chegou ao mercado com um a proposta diferente para os planos de telefone fixo pós pago e com isso ganhou muitos novos clientes que agora podem migrar facilmente, trocando de operadora de acordo com a Lei da portabilidade que permite usuários de uma empresa levar o número para a nova, caso deseje fazer a mudança.

Antes disso, era comum os assinantes ficarem presos as companhias telefônicas por saber que teria de mudar de numero e, para muitos é uma mudança que causa transtorno, principalmente para os profissionais liberais e autônomos. Atualmente o cliente pode mudar de operadora de telefonia sem pré e quando quiser mantendo o seu número.

Como emitir a segunda via

Acesse a página Claro fixo e preencha as informações e clique em imprimir. e clique em OK.

Claro fixo 2 via do cartão

Com a Claro o cliente pode escolher a opção especial de pagamento recorrente com o cartão de crédito. Essa modalidade de pagamento funciona parecido com o débito automático, por isso se fala em pagamento recorrente.

Ao acessar o site, busque no mapa a opção pagamento recorrente com cartão de crédito e clique em cadastrar, na página seguinte poderá preencher os dados seguindo a solicitação dos campos e a partir daí sua conta Claro fixo será debitada mensalmente na fatura do cartão de crédito.

Se a intenção for de pagar apenas uma fatura no cartão sem se comprometer com a cobrança mensal, então é preciso ligar para o setor de atendimento da operadora, 1052 e solicitar o setor financeiro ou cobrança, caso a conta da Claro já esteja vencida informando que deseja pagar com débito no cartão, apenas a fatura que está em aberto.

Cartão Carrefour soluções como quitar

Quitar o seu cartão Carrefour soluções é possível por meio da internet, o que evita transtorno com longas esperas tentando resolver por telefone e nem precisa esperar o dia em que terá tempo de comparecer a uma das lojas para falar co o setor de atendimento ao cliente, tudo pode ser resolvido à distância com total comodidade.

Com o Carrefour soluções o cliente tem muitas vantagens como descontos exclusivos nas ofertas dos supermercados que ao pagar com o cartão de crédito aumenta os pontos no programa de fidelidade que depois podem ser trocados por mercadorias ou milhas nas passagens aéreas.

Para quem deseja fazer suas compras a prazo, o parcelamento fica mais fácil de pagar e comprar. Uma das principais vantagens do cartão Carrefour é o controle do orçamento, pois são 08 formas oferecidas ao cliente para escolher como deseja pagar, pode parcelar a fatura Carrefour em até 24 vezes, desse modo o pagamento fica suave.

Cartão Carrefour soluções como quitar

O primeiro passo para regularizar o débito com o cartão Carrefour é fazer o cadastro no site para que possa navegar e utilizar todos os serviços.

No topo da página clique em SERVIÇOS, depois em Faça seu login na página seguinte onde está informando o campo para que  já é cliente.

Uma nova página será aberta, clique na pergunta primeiro acesso, em seguida verá o formulário de cadastro.

Digite o número do CPF, e-mail, confirme o e-mail repetindo, informe telefone celular com DDD e escolha como deseja receber informações Carrefour.

Dados do cartão; insira o número do seu cartão de crédito Carrefour, nome conforme está impresso no cartão seguido da  data de nascimento do titular e data de vencimento de validade, essa informação está no cartão, crie uma senha de acesso. Clique em cadastrar e pronto, seu cadastro está realizado.

Com o cadastro efetuado basta inserir e-mail e senha para acessar sua conta de cliente para emitir o boleto e quitar.

Como ganhar dinheiro na faculdade: 5 formas de conseguir renda estudando

Agora que você conquistou a tão sonhada aprovação, é hora de dar o primeiro passo no mundo acadêmico e no mercado de trabalho. Para isso, a melhor forma para conciliar a teoria da sala de aula e ter os primeiros contatos com a prática do dia a dia da profissão é vivenciando a própria rotina profissional. 

A melhor forma adquirir experiências e ainda ganhar dinheiro na faculdade é através de bolsas de estudo, estágios, trabalhos de meio período ou até mesmo trabalhando de casa. Para te auxiliar nesse processo, neste post vamos compartilhar cinco formas de como ganhar dinheiro na faculdade. Confira! 

Dica 1: Faça um estágio

Realizar um estágio remunerado é uma das melhores opções de como ganhar dinheiro na faculdade. Apesar dos valores oferecidos não serem muito altos, trata-se de uma grande oportunidade para ingressar no mercado de trabalho, tanto para ganhar experiência, quanto para estabelecer contatos profissionais.

Para quem está recém iniciando a faculdade, ainda nos primeiros semestres, pode ser um pouco mais difícil de conseguir um estágio remunerado, mas jamais impossível. Procure os centros de coordenação do seu curso e se informe sobre as oportunidades de estágios, demonstre o seu interesse para os professores e procure o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) da sua cidade.

Dica 2: Conquiste uma bolsa de estudo

As bolsas de estudo, principalmente as bolsas de iniciação científica, são uma oportunidade para quem busca alternativas de  como ganhar dinheiro na faculdade. Algumas instituições de ensino ofertam as bolsas como um incentivo para os seus estudantes. Há também diversas empresas que oferecem bolsas para os seus estagiários, jovens aprendizes e colaboradores.

Por outro lado, para quem pretende concluir a graduação e seguir na carreira acadêmica, cursando mestrado, doutorado e pós-doutorado, por exemplo, as bolsas de iniciação científica são a escolha certa. Há diversos programas, como as bolsas de iniciação científica oferecidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que foram criadas justamente para incentivar os estudantes a terem um primeiro contato no ambiente de pesquisa científica enquanto estão na graduação.

Dica 3: Seja monitor da faculdade

Se você já passou dos primeiros semestres, uma boa oportunidade de como ganhar dinheiro na faculdade é trabalhando como monitor de alguma disciplina do seu curso ou de algum departamento administrativo ou, ainda, como monitor de laboratórios. 

Normalmente, as instituições de ensino selecionam os seus acadêmicos para serem monitores e, em contrapartida, oferecem descontos nas mensalidades ou até mesmo bolsas de estudos que podem chegar no valor de um salário mínimo.

Como essas oportunidades de monitoria são oferecidas pela faculdade, elas se adequam bem aos horários das aulas e, sem dúvidas, são uma experiência valiosa para o futuro profissional dos acadêmicos. 

Dica 4: Pegue trabalhos temporários ou aos finais de semana

Outra dica de como ganhar dinheiro na faculdade é arrumando um trabalho temporário ou de final de semana, os também conhecidos “bicos” ou “serviços extras”. Procure na internet, nos sites de redes sociais, nos jornais e comente com os seus amigos sobre a sua vontade de fazer uma grana extra. O ideal é preparar um bom currículo destacando as suas habilidades para encaminhar para as empresas que você gostaria de trabalhar, deixando claro a sua disponibilidade para atuar em determinados períodos e nos finais de semana.

Dica 5: Trabalhe meio período ou como freelancer

Para encerrar a nossas dicas, uma boa opção de como ganhar dinheiro na faculdade é trabalhando como freelancer ou como “freela”, que é o termo mais conhecido para quem é profissional liberal e presta serviços de forma autônoma para empresas ou pessoas, por determinados períodos de tempo ou por trabalho específico.

Essa modalidade de trabalho tem ganho cada vez mais adeptos, pois proporciona uma maior flexibilidade e autonomia, podendo também, em alguns casos, até pagar mais do que um emprego formal. 

No entanto, se por um lado o profissional pode fazer o seu próprio horário e trabalhar de onde e como bem entender, deve ter consciência que a sua produção vai variar conforme a sua disponibilidade e dedicação. Já por outro lado, alguns trabalhos podem ser curtos, o que faz com que o profissional não tenha uma estabilidade financeira e, portanto, se faz necessário sempre buscar novos clientes e ter um planejamento financeiro organizado.

Saiba que para entrar nesse mercado não precisa ter a graduação concluída, porém o ideal é que você crie um portfólio com algumas amostras do seu trabalho para que você consiga divulgá-lo e para os seus possíveis cliente possam conhecer o seu modelo de trabalho e estilo de produção.

Então, o que achou do nosso post com dicas de como ganhar dinheiro na faculdade? Há diversas opções para te ajudar a ganhar uma graninha extra e sem interferir nos seus estudos. Qual outra forma você conhece e que ficou de fora da nossa lista? Compartilha com a gente a sua experiência.

Como medir a velocidade da internet no celular?

Muito se fala sobre a medição da velocidade da internet nos computadores, mas você sabe como fazer o teste de velocidade no celular? Descubra como fazer e a importância de cada resultado apresentado durante o teste.

Nos celulares, geralmente as pessoas escolhem a quantidade de megas que querem ter disponível. No entanto, quem contrata um plano de internet móvel, raramente realiza um teste de velocidade.

Inicialmente, o ideal é que você escolha uma operadora com cobertura 4G ou 4.5G. Isso porque a qualidade costuma ser melhor do que as que ainda oferecem o 3G apenas.

Teste de velocidade: Como fazer a medição no celular?

Assim como nos computadores, para fazer o teste de velocidade no celular, basta acessar um medidor de velocidade diretamente no navegador do celular. Logo após, clique em “iniciar”.

Em poucos segundos, a página irá apresentar algumas informações referentes à conexão com a sua internet. Lembre-se que o teste de velocidade tanto pode ser feito em computadores, como em dispositivos móveis que estejam conectados à internet.

No entanto, verifique qual o tipo de internet está sendo utilizada no seu celular, se é pelos dados móveis ou Wi-fi. O teste levará em consideração a sua principal fonte.

O que é exibido durante o teste de velocidade?

No teste, serão exibidas informações como o Ping, velocidade de upload e de download, além do Jitter. Esses termos podem ser desconhecidos para algumas pessoas, mas ter conhecimento deles ajuda a identificar possíveis problemas na sua internet.

Sobre o upload e o download, eles representam a velocidade nas trocas de informações. Por exemplo, abrir uma página já representa uma ação, enviar um arquivo pelo whatsapp, outra e por aí vai.

Por isso, é fundamental que essas velocidades estejam altas no momento do teste de velocidade, para que a troca de informações seja fluída.