IPVA CE: COMO CONSULTAR O IPVA NO ESTADO DO CEARÁ?

Saiba como ver qual o valor e as datas de seu imposto sobre propriedade de veículo automotor

IPVA CE COMO CONSULTAR O IPVA NO ESTADO DO CEARA

Quem possui um veículo já fica preparado todo ano, esperando aquela época onde o IPVA CE deve ser consultado em algum lugar para, mais à frente, ser pago em algum outro local.

Entretanto, para aqueles marinheiros de primeira viagem que se sentem perdidos com tamanha quantidade de siglas, números e bancos, aqui está um guia. A partir deste texto será mais fácil entender o que é o IPVA CE, por que pagá-lo e como saber quando e onde realizar tal quitação.

Apesar de ser um período em que muitos motoristas estão estressados com a ideia de gastar mais dinheiro, o ideal é manter a calma. A consulta e paga do IPVA CE são processos bem simples e que não requerem muito tempo. Infelizmente é preciso desembolsar uma fatia do orçamento.

Entretanto, existe uma razão para esse imposto ser cobrado. Em teoria esse dinheiro arrecadado é divido em partes. Uma fração vai para a federação e o restante é dividido entre estado e município.

Após isso, segundo estatuto, o dinheiro deve ser revertido para obras visando a melhora da situação de estradas, ruas e sinalizações. A arrecadação serve, resumidamente, para consertar e fazer manutenção as vias e qualquer outro aspecto automotivo.

 

Como consultar e pagar

 

Para fazer o ajuste de sua situação no que tange o IPVA CE é necessário entrar no site da secretaria da fazenda. Seria muito útil entrar também no portal do Detran correspondente ao estado do Ceará, mas só o site da fazenda já disponibiliza um bom suporte no que tange consulta.

Lá é possível encontrar a categoria correspondente ao IPVA CE e onde consultar seu número do renavam. Existe também uma outra forma de saber quando deve-se pagar de imposto naquele ano devido.

Todos os anos a fazenda disponibiliza nos principais portais de notícia da web uma lista com os finais de placa. Cada final de placa existe uma data pré-estabelecida, esta que cresce do 1, passando pelo nove até chegar, novamente, ao zero.

Essa é uma forma simples de saber quando seu IPVA deve ser pago no estado do Ceará. Já quanto ao local no qual esta dívida para com o estado deve ser paga, a fazenda e o Detran divulgam os bancos disponíveis todos os anos.

No ano de 2018, no estado do Ceará, os estabelecimentos para pagar seu boleto correspondente ao IPVA CE são diversos e, novamente, além de serem divulgados pelos sites oficiais, também foram amplamente difundidos por meio dos grandes veículos.

É sempre importante prestar atenção nessas plataformas mais confiáveis de jornalismo. Os órgãos costumam confiar a elas os press release nos quais informações importantes quanto ao interesse público são divulgadas.

No caso dos bancos dentro do estado para pagar seu IPVA CE, eles são: Banco do Brasil, Banco Nordeste, Bradesco, Santander, Caixa Económica Federal, Itaú, Farmácias Pague Menos e Casas lotéricas.

Com essa quantidade de estabelecimentos à disposição do cidadão é possível escolher qual o lugar que fica mais confortável acertar sua situação quanto ao imposto.

Gostando ou não, o IPVA CE é uma medida anual que, teoricamente, visa a melhoria do ir e vir para o próprio contribuinte. Seja verdade ou não, só o tempo diz. O importante é manter-se de nome limpo para poder, quem sabe, em um futuro, usufruir dos frutos de tal imposto.

Tabela Fipe Caminhões: como consultar a tabela Fipe caminhões?

Se você quer comprar ou vender um caminhão, então está na hora de consultar o preço médio na tabela Fipe Caminhões.

Tabela fipe caminhoes como consultar tabela fipe caminhoes

Os modelos e marcas de caminhões são diversos – Mercedes-Benz, Volkswagen, SCANIA, Volvo –, desde os mais recentes aos mais antigos. Há aqueles caminhões usados, que foram equipados com recursos atuais, além da oferta de modelos mais antigos encontrados a preços mais econômicos.

Só que para ter certeza de que você está pagando o valor justo pelo veículo, é importante consultar a tabela Fipe caminhões e conhecer os valores médios para compra ou venda. Dessa forma, nem você vai pagar um preço muito alto nem mesmo terá problema ao tentar vender.

Aprenda neste artigo a realizar a consulta na tabela Fipe!

 

O que é tabela Fipe?

 

    1. A tabela Fipe é a maneira mais fácil de avaliar o seu veículo com base na média de valores praticados pelo mercado.
    2. Para encontrar a média é feito um levantamento dos preços dos automóveis, entre os mais altos e mais baixos, tendo o ano e modelo do veículo como referência.
    3. Suas características, como pintura, itens de fábrica, recursos adicionais, entre outras coisas, não são fatores que influem na média, mas podem ser aplicados pelo próprio motorista na hora da venda, sem que ultrapasse demais o valor descrito na tabela Fipe.

 

Como realizar a consulta na tabela Fipe caminhões?

 

A tabela Fipe, como já mostramos, é uma excelente ferramenta para quem busca comprar ou vender caminhões, motos ou carros pequenos e precisa de um “norte” para fazer a negociação.

Afinal, você paga os impostos, tributos e manutenção, é claro que não pode vender seu veículo a qualquer preço só porque é antigo, concorda?

Para consultar a tabela Fipe Caminhões, entre no site Tabela Fipe e siga este passo a passo:

  • Vai em “Índice e Marcadores”;
  • Clique em “Preço Médio do Veículo”;
  • Escolha “consulta de caminhões e micro-ônibus”.

Informe marca, modelo e ano do caminhão nos campos que aparecem. Clique em “pesquisar” para ter acesso a diversas informações sobre o modelo que você escolheu, incluindo o preço médio do mercado.

 

Exemplos de consulta na tabela Fipe caminhões

  • Caminhão Mercedes-Benz

 

Vamos supor que você pretende vender seu caminhão da Mercedes-Bens, modelo L-1518 3-Eixos 2p (diesel), ano 1989. A consulta retornará da seguinte maneira:

  • Mês de referência: outubro de 2018
  • Código Fipe: 509074-1
  • Marca: MERCEDES-BENZ
  • Modelo: L-1518 3-Eixos 2p (diesel)
  • Ano Modelo: 1989
  • Autenticação: y02xcxgxqs9f
  • Preço Médio: R$ 52.091,00

 

  • Caminhão SCANIA

 

Outra marca de caminhão muito conhecida é a SCANIA. O modelo deste exemplo é o R-113 H 360 4×2 Top Line, do ano 1998. Segue os resultados da tabela Fipe Caminhões:

  • Mês de referência: outubro de 2018
  • Código Fipe: 513109-0
  • Marca: SCANIA
  • Modelo: R-113 H 360 4×2 Top-Line 2p (diesel)
  • Ano Modelo: 1998
  • Autenticação: f4c2h4v9gwnkj
  • Preço Médio: R$ 100.689,00

Lembre-se que você só precisa informar a marca, modelo e ano para obter esses resultados na consulta à tabela Fipe caminhões.

Com estes exemplos, fica mais prático e fácil precificar seus veículos de forma justa, independente do seu caminhão ser zero KM, usado ou antigo.

Carsystem: 7 motivos para contratar um rastreador carsystem

Contratar um rastreador da CarSystem deixou de ser uma opção, para se tornar uma necessidade. Por quê? Essa empresa comercializa equipamentos localizadores com tecnologia avançada, ideais para garantir a segurança dos veículos de todos os portes.

Carsystem 7 motivos para contratar um rastreador carsystem

Mas os benefícios não se limitam a isso! Pelo contrário, com a instalação desse dispositivo, o proprietário tem acesso a uma série de vantagens que incluem desde assistência técnica até recuperação veicular rápida. Quer saber mais?

Continue lendo esse post para descobrir mais vantagens sobre o rastreador dessa empresa para o seu veículo. Ah, se eu fosse você não perderia a dica número 5, ela é a mais importante de todas.

1 – CarSystem: rastreamento via satélite

Os rastreadores veiculares da CarSystem são equipados com uma moderna tecnologia de localização via satélite. Através dele, é possível obter informações sobre a posição precisa do carro em questão de segundos.

Essa é a tranquilidade que os proprietários necessitam para manter o seu veículo seguro e dirigir com mais segurança. Afinal, caso ocorra algum imprevisto podem ter o acesso fácil ao local do carro, em qualquer parte do mundo.

 

2 – Bloqueio automático

Ao identificar que o veículo está estacionado, os rastreadores realizam o bloqueio temporizado automático. Isso reduz os riscos de que o carro seja furtado tanto quanto estiver parado ou em trânsito.

Nesses casos, a ignição do veículo é cortada imediatamente proporcionando a sua parada automática. Vale a pena destacar que, o dispositivo é muito discreto, assim como o seu acionamento para manter a segurança do carro e do seu proprietário.

 

3 – Bloqueio através da central

Em situações de emergência, os clientes podem ligar gratuitamente para a central de atendimento da CarSystem. Ela dispõe de profissionais capacitados na realização de qualquer procedimento de segurança, durante as 24 horas por dia.

Também é possível ligar para esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do serviço, assim como obter mais informações sobre os planos oferecidos pela empresa. Assim é acessível, tanto para os atuais clientes quanto para os potenciais

 

4 – Serviço de recuperação do veículo e da sua carga

Em caso de roubo, o seu veículo não será apenas localizado em questão de minutos, mas também recuperado pelos serviços de uma empresa terceirizada. Isso é possível graças a avançada tecnologia de localização que possuem esses dispositivos.

Sem dúvida, essa é uma grande vantagem para motoristas que dirigem veículos de carga e estão suscetíveis a roubos, com frequência. Mas, com esse tipo de serviço a segurança do motorista e da sua carga é garantida.

 

5 – CarSystem: maior cobertura e rede credenciada

A empresa oferece a maior cobertura e rede credenciada para assistência técnica e instalação do país. Isso garante ao cliente a proteção do veículo em caso de roubos ou acidentes em todo o território nacional.

Essa ampla assistência veicular, é o principal motivo para que esse seja um dos serviços mais requisitados e preferidos pelos motoristas.

 

6 – Dispositivos não provocam interferência

Diferente de outros rastreadores do mercado, os comercializados por essa empresa não provocam e nem sofrem nenhum tipo de interferência. Como consequência, os demais equipamentos veiculares não são afetados pela presença desses dispositivos de localização.

Dessa forma, esses rastreadores conseguem manter seu pleno funcionamento independente de qualquer lugar ou presença de outros equipamentos. Por isso, ele garante uma segurança 24 horas para o veículo.

 

7 – Instalação discreta dos rastreadores

Todo os rastreadores da CarSystem são discretos e instalados em posições de difícil acesso do veículo. Isso dificulta a remoção do dispositivo caso o carro seja roubado, não atrapalhando no bom funcionamento do sistema de localização do rastreador.

Por ser muito discreto, esse dispositivo não danifica de forma alguma a estrutura física do automóvel.

 

Ao longo do post você pôde conhecer 7 motivos para contratar um rastreador da CarSystem. Com certeza percebeu todas as vantagens que a instalação do dispositivo dessa empresa pode proporcionar, não apenas para o seu veículo como também para você.

Contar com uma assistência especializada 24 horas por dia e assistência técnica é algo crucial nos dias de hoje, principalmente para quem dirige.  Por essa razão, não deixe a contratação desse dispositivo para o segundo plano e garanta a segurança do veículo.

Quem não tem direito ao seguro DPVAT?

Obrigatório para todos os motoristas, e importante saber que nem sempre o direito ao seguro DPVAT abrange a todos. É possível recebê-lo somente em determinadas situações, já que foi criado justamente para assegurar a indenização em caso de acidentes. Além disso, é possível perder o direito a ele mesmo ao se acidentar no trânsito.

Muitas pessoas pagam o seguro DPVAT e desconhecem a sua função ou até mesmo em que ocasiões têm direito a ele. Esclareça algumas dúvidas neste post, entenda a seguir quem tem direito ou não ao DPVAT.

O que é o seguro DPVAT?

Esse seguro foi criado para cobrir as vítimas de acidentes de trânsito no Brasil, sejam elas causadoras do acidente ou não. O objetivo do seguro DPVAT é que a vítima tenha as despesas médicas ou hospitalares cobertas.

Em caso de morte da vítima ou invalidez, o seguro estipula que seja paga uma indenização à vítima ou aos seus beneficiários, por exemplo. Além disso, ele é válido para qualquer um envolvido no acidente: motorista, passageiro ou pedestre.

As vítimas podem solicitar o DPVAT em até três anos após o acidente. O pagamento do seguro deve ser realizado anualmente pelo proprietário do veículo junto com a primeira parcela do IPVA. A sua obrigatoriedade está prevista na Lei nº 11.482/07.

Quem tem direito ao DPVAT?

 

Qualquer pessoa que tenha sido vitimada por um acidente de trânsito tem direito a solicitar o seguro DPVAT. Como referido logo acima, tanto o condutor dos veículos envolvidos quanto os passageiros e até mesmo pedestres podem ser abrangidos pelo seguro.

Embora todos os envolvidos possam solicitar o DPVAT, ele é pago de forma individual. Caso haja falecimento de alguma das vítimas, o valor da indenização é pago automaticamente ao cônjuge e herdeiros.

Quem não tem direito ao DPVAT?

 

Como você pode observar acima, o seguro DPVAT é obrigatório e pago pelo proprietário de um veículo, este valor costuma ser incluso no IPVA do seu automóvel. O direito ao seguro pode ser invalidado caso ele não seja pago.

 

Além de ter o veículo confiscado, o motorista deverá arcar por conta própria com as despesas de todas as vítimas do acidente. Esse valor possivelmente custará ainda mais caro do que o pagamento do seguro, principalmente se houver vítima fatal. E a família precise ser ressarcida pela perda.

Valores do seguro DPVAT

É comum que a tabela de valores do seguro DPVAT seja atualizada a cada ano. Com isso, em 2018 ela ficou definida da seguinte forma:

  • R$ 13.500 de indenização aos beneficiários da vítima em caso de morte;
  • R$ 13.500 para os casos de invalidez devido o acidente;
  • R$ 2.700 para cobrir despesas médicas das vítimas.

Todas as despesas relatadas com o acidente deverão ser provadas pelas vítimas. Por isso, quem tem direito ao seguro DPVAT deve apresentar recibos e notas fiscais de todos os procedimentos e despesas consequentes do acidente.

Como você pode constatar, deixar de cumprir com a obrigação legal do pagamento do seguro pode sair caro. Não pagar o seguro DPVAT, o exclui de ter direito a recebê-lo e pode deixar seu carro irregular, portanto é importante atentar ao seu pagamento anual.

Quem não tem direito ao seguro DPVAT

IPVA: O que é o IPVA e porque você deve mantê-lo em dia?

O IPVA se trata da sigla de Propriedade de Veículos Automotores. É um imposto que deve ser pago pelos proprietários de veículos terrestres, que circulam por todo o território nacional.

O objetivo do recolhimento dos valores do IPVA é arrecadar fundos para que os poderes públicos invistam na melhoria de serviços para a população. O IPVA é arrecadado pelos estados – sendo que 50% da quantia arrecadada com o imposto é destinado do governo estadual e os outros 50% vai para o município onde o veículo está licenciado.

Não há um destino determinado para os governos estaduais e municipais usarem o dinheiro arrecado com o pagamento do IPVA. Porém, o governo federal exige que os valores sejam empregados em serviços para a melhor qualidade de vida dos cidadãos.

O IPVA deve ser pago sempre no começo do ano. É possível pagar o valor do imposto com desconto, à vista. Ou então, pagar a taxa em 3 parcelas, sem o desconto.

o que é ipva

Como é definido o valor do IPVA

 

Vale saber que o valor do IPVA varia de acordo com cada estado. É determinado um índice para o cálculo do IPVA a pagar. O estado de São Paulo, por exemplo, costuma ser o local onde o IPVA dos veículos é o mais caro.

Para exemplificar, se o contribuinte tem um carro com o valor de mercado – geralmente baseado na Tabela Fipe – de R$ 40 mil reais e, no seu estado, o índice do IPVA é de 4%, ele pagará 4% de imposto sobre o valor venal do seu automotor (que, no exemplo, é de R$ 40 mil). Assim, o contribuinte terá R$ 1.600,00 de IPVA a ser pago.

Porque manter o IPVA em dia?

 

É de extrema importância pagar manter o IPVA em dia do veículo todos os anos. Isso porque o contribuinte corre riscos, caso não pague o imposto, como:

  • Os dados do contribuinte podem ser inclusos nos cadastros de proteção ao crédito, como o Serasa e o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) e constar na Dívida Ativa da União;
  • Caso o veículo com o IPVA atrasado for parado pela polícia, ele pode ser recolhido e levado para o pátio do Detran (Departamento de Trânsito);
  • Se o veículo com o imposto em atraso for apreendido pela polícia, o custo para recuperá-lo saíra bem mais caro do que pagar o IPVA em dia. Além do valor do IPVA, o proprietário pagará multas e juros diários, além das diárias em que o carro permanecer apreendido no pátio do Detran;
  • Caso o proprietário não acerte os valores para recuperar seu veículo apreendido no prazo determinado, o seu bem poderá ir à leilão;
  • Veículos com o IPVA atrasado não podem ser licenciados;
  • Automotores com o pagamento do imposto em atraso também costumam ser recusados por empresas seguradoras,
  • Vender o veículo com IPVA atrasado costuma ser tornar mais difícil. Isso porque, ou o dono paga o imposto ou subtrai, do valor da venda, a taxa referente ao IPVA, para quem comprar o automotor acertar essa dívida.

Mulheres pagam menos pelo seguro automotivo?

É provável que a mulher pague um valor menor pelo seguro automotivo? Essa é uma das dúvidas mais questionadas na hora de adquirir o serviço. As empresas de seguro automotivo acreditam que o público feminino possui um risco menor por prestarem mais atenção no trânsito e serem mais cautelosas. Ou seja, o índice de mulheres envolvidas nos acidentes de trânsito é muito menor que o masculino, isso se torna benéfico para empresas de seguro automotivo.

seguro para mulheres

Como funciona o seguro automotivo para mulheres

As seguradoras que prestam o serviço de seguro automotivo fazem uma espécie de cálculo de risco, levando em consideração questões que envolvem a experiência do motorista, o local em que reside e trabalha, se o veículo permanece à noite na rua ou em garagem fechada, por exemplo. Além do gênero que no caso, o feminino é bem avaliado na hora de determinar o valor a ser pago pelo serviço oferecido.

Antigamente o resultado do cálculo tinha uma porcentagem alta em relação ao seguro automotivo para mulheres, comparando com o sexo masculino, mas a situação tem sido revertida ultimamente. Confira a seguir.

Critérios avaliados seguro automotivo:

Por mais que o preço do seguro automotivo para mulheres seja menor, os valores cobrados de ambos os sexos se equiparam a cada dia, pois as mulheres estudam mais a noite, frequentam baladas diversas vezes no mês e compram mais carros, o que faz com que corram riscos semelhantes aos dos homens.

Os valores do seguro automotivo dependem não só do gênero, mas também de alguns critérios, por exemplo, se ambos residirem no mesmo local, deixar o veículo em garagem fechada e usar o veículo apenas para trabalho e estudo. Nestes casos, podemos perceber que a variação do valor será pequena, pois em alguns casos, homens jovens podem pagar um pouco menos que as mulheres.

Outros critérios que podem ser analisados nos valores de seguro automotivo são as faixas etárias, pois o seguro confia em uma faixa mais experiente. Caso avalie mulheres e homens nas faixas de 30 anos a diferença no valor está entre um pouco mais de 10%; para solteiros de ambos os sexos na faixa dos 60 anos de idade, o preço do seguro automotivo é igualitário e tem uma variação de 4 no máximo 5%.

Por mais que os valores sejam pequenos nas demais idades, as seguradoras responsáveis pelo seguro automotivo costumam confiar em clientes com um perfil de maior experiência.

Na hora da contratação do seguro automotivo, as seguradoras avaliam que é de grande benefício depositar a confiança no sexo feminino, mesmo com as mudanças no estilo de vida, pois as mulheres possuem maior senso de responsabilidade no trânsito. Mesmo que o gênero feminino se envolva em acidentes, normalmente, os danos sofridos são menores do que em acidentes envolvendo o sexo masculino.

Inclusive algumas empresas oferecem benefícios no seguro automotivo para mulheres, como assistência 24 horas. Porém, como mencionado anteriormente, por mais que o gênero feminino tenha um peso considerável para definição dos valores do seguro automotivo, outros critérios analisados pela empresa podem alterar esse valor e acabar igualando ao que é oferecido a clientes masculinos.

Revenda de carros: 4 dicas para não sair no prejuízo

A revenda de carros usados ou seminovos sempre agitou o mercado de autos no país. Chega um momento que nosso carro não atende mais nossas necessidades ou, simplesmente, queremos um carro mais novo.

Porém, muitas pessoas se sentem inseguras na hora de revender o seu automóvel. É preciso assertividade para não sair no prejuízo, vendendo seu veículo atual por um preço menor do que ele vale, por exemplo, na tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) ou mesmo no mercado em geral.

Algumas das principais dúvidas de quem vai realizar a revenda de carros são:

Quanto devo cobrar pelo meu automóvel?

Quais os locais ideais para fazer um bom negócio?

Devo realizar reparos antes de colocar meu auto à venda?

Para você, que está pensando em vender seu automóvel, separamos 4 dicas que ajudarão a não ter prejuízos com essa transação. Seguindo as essas sugestões, provavelmente você fará um bom negócio!

 

4 sugestões para a revenda de carros

 

 

  • Valorize o seu automóvel

 

Obviamente, ninguém quer perder dinheiro na hora de fazer a revenda de carros. Assim, recomenda-se fazer uma revisão do carro antes de colocar o auto à venda.

Amassados, arranhaduras na pintura, defeitos mecânicos e outros problemas desvalorizam muito o carro. O valor que você gastará com os reparos permite analisar mais propostas de compras, conseguindo optar por um preço de venda mais vantajoso.

No entanto, existem casos onde os reparos necessários são muitos. Isso vai fazer com que você desembolse muito dinheiro. Então a dica é: o valor pago com os reparos não deve ultrapassar 5% do valor do veículo. Por isso, obtenha o preço de referência do seu veículo na tabela FIPE.

Caso os consertos necessários ultrapassem esse percentual, é melhor vender o carro do jeito que ele se encontra – mesmo baixando o preço da venda. O novo dono é quem providenciará os reparos.

Ou, então, invista só os 5% do valor do carro em reparos, antes de vendê-lo.

 

 

  • Locais mais apropriados para colocar o carro à venda

 

Para fazer um bom negócio, existem canais mais adequados para divulgar o seu automóvel.

Uma das melhores maneiras de repassar o veículo é oferecendo diretamente para pessoas conhecidas. As redes sociais, por exemplo, são ótimas para você divulgar para amigos e parentes.

Faça você mesmo um anúncio, com o preço, características e fotos do carro e coloque na sua página pessoal das redes sociais. Muita gente tem conseguido vender dessa maneira.

Além de ser uma venda mais rápida, é mais segura – já que você conhece o comprador.

tabela fipe

Anúncios em classificados de internet e jornais impressos também são formas válidas para você conseguir fazer a revenda de carros. Existem jornais impressos famosos pela sua parte de classificados de veículos – aposte neles.

Além disso, procure os sites mais acessados e fáceis de vender veículos e também anuncie neles.

Verifique o valor dos anúncios de destaque, se não forem caros, vale a pena.

Outra maneira é vender o seu carro em uma concessionária, principalmente se a intenção é trocar de veículo. O valor do seu automóvel usado é descontado no preço do carro que você deseja adquirir.

Mas atenção! As inspeções das concessionárias são rígidas. Qualquer problema é motivo para cair o preço.

Use, então, a regra que já ensinamos: invista 5% do valor do seu veículo em consertos, para não sair no prejuízo.

 

  • Atenção com a documentação do seu carro

 

Confira se seu veículo tem multas, débitos ou até mesmo alguma restrição judicial. Caso tenha é melhor resolver tudo antes de vender.

Isso porque se você vender o carro com essas contas em aberto, o comprador descontará o valor do preço que pagará pelo seu automóvel. E sempre esse valor será um pouco maior do que os débitos exatos, já que os compradores costumam levar em consideração o trabalho que terão para acertar tudo.

Além disso, a revenda de carros com débitos costuma desvalorizar os veículos acima da tabela FIPE, dando prejuízos ao proprietário.

 

  • Momento certo de colocar o veículo a venda   

 

Uma das coisas que influenciam na revenda de carros usados é a quilometragem rodada. Segundo especialistas no assunto, automóveis com quilometragem entre 10 mil e 15 mil km são mais fáceis de vender e apresentam menos desvalorização.

Portanto, se seu carro está próximo a completar essas quilometragens, procure mantê-lo na garagem para revendê-lo por um preço melhor.

Dúvidas sobre revenda de carros

Caso você ainda tenha dúvidas em relação a vender o seu carro, procure se informar bem para não sair no prejuízo, principalmente com a transferência de documentações – que exigem diversos cuidados.

Você pode consultar um especialista no assunto ou tirar dúvidas pelo site do Detran (Departamento de Trânsito).

Rastreamento via celular vale a pena?

Você já pensou em ter na palma da sua mão a possibilidade de saber a localização exata do seu
veículo? O rastreamento via celular oferece a você essa chance. Agora é possível combinar
dois dos itens mais amados pelos brasileiros para aumentar a sua segurança: carros e
celulares.

A paixão por automóveis em nosso país é tão grande quanto a paixão por celulares. É só
sairmos de casa e observarmos as pessoas nas ruas para constatar como os brasileiros são
apaixonados por esses dois itens. Nossas ruas estão completamente preenchidas por carros e
os brasileiros dificilmente vivem seu celular.

Rastreamento via celular

Essa combinação além de tantas outras funções, pode também fornecer mais segurança para
você. Isso acontece pois sabemos que no Brasil, o número de assaltos onde o motorista acaba
perdendo seu carro é muito grande. Por isso, passou a ser tão comum o uso de rastreadores
veiculares.

Os rastreadores veiculares permitem que o motorista tenha acesso a diversas informações
importantes sobre o seu carro. Todas essas informações podem ser acessadas por meio do seu
celular, ou seja, o acesso é facilitado, visto que um aparelho celular está nas mãos de quase
todos os brasileiros.

Rastreamento via celular: quais informações posso obter?

  • Localização exata do seu automóvel:
    Essa talvez seja a informação mais relevante para aqueles que procuram um rastreador
    veicular. A localização exata do seu automóvel pode ajudar a recupera-lo caso você seja
    roubado. Com essa informação, o trabalho da polícia será muito mais facilitado pois será
    possível saber exatamente onde está o seu automóvel
  • Histórico dos locais por onde o seu automóvel passou:
    Outra informação muito útil para auxiliar na recuperação do seu veículo em casos de roubo, é
    saber os locais por onde ele esteve, a rota por onde ele passou, os lugares onde ele parou. Isso
    é fundamental para a polícia conseguir localizar o seu veículo novamente.
    Em caso de assalto, em muitas oportunidades os ladrões realizam paradas para se desfazer de
    peças, ou ainda para vender acessórios que possam ter no seu carro, assim, a polícia poderá
    localizar também todas as paradas dos criminosos, antes de chegar até o seu carro.
  • Velocidade em que seu carro está em movimento:
    Com um rastreador veicular instalado no seu carro, você também pode ter a informação
    precisa da velocidade em que seu carro está se movendo, isso pode ajudar a polícia na
    investigação, para saber se os bandidos estão fugindo, ou procurando algum local para se
    esconder, tudo isso é possível ser verificado na tela do seu celular.
  • Quantidade de combustível que resta no seu carro:
    Mais uma informação que pode auxiliar a polícia a recuperar o seu veículo em caso de assalto.
    É possível verificar diretamente na tela do seu celular a quantidade de combustível presente
    no carro. Com isso, é possível presumir, por exemplo, quando os bandidos terão que parar o automóvel para abastecer. Assim, é possível segui-los e abordá-los em uma dessas paradas para conseguir combustível e então recuperar seu carro.

Veja mais informações sobre seguro auto e rastreador, continue ligado no canal veredas.